1579

Prefeitura Municipal de Camamu

Pular para o conteúdo

Camamu sedia reunião da cooperativa central da mata atlântica para debater sobre cadeia produtiva do guaraná

Fonte: Ascom-Camamu
24/09/2019 às 12h48

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Ontem 23 de setembro, aconteceu na sede do sindicato dos Trabalhadores Rurais de Camamu, o Seminário de nivelamento e planejamento das ações da cooperativa Central Mata Atlântica em parceria com a cooperativa singular COOPROCAM.

O seminário contou com a presença dos cooperados e cooperadas, dos diretores e colaboradores das instituições parceiras.

O evento teve como objetivo o fortalecimento das cooperativas e das Cadeias Produtivas, com foco para o nivelamento das ações desenvolvidas pela Central Mata Atlântica em parceria com o governo do estado SDR/CAR, através do edital 10 Alianças Produtivas.

A presidente da Central Antônia Germana destacou a importância do projeto Aliança Produtiva do Guaraná da Bahia, através da CAR para atender as demandas da Cadeia, visando a melhoria da qualidade de vida dos produtores do território. Destacou as ações que vêm sendo desenvolvidas em parceria com outras entidades em prol da organização das demais cadeias produtivas, exemplo da produção de alimentos, feiras agroecológicas, fruticultura, entre outras culturas.

O secretário de agricultora Fernando Antônio, ressaltou a importância do trabalho em parceria, o comprometimento do gestor em prol do desenvolvimento do município, com foco para a melhoria das estradas, empoderamento das organizações e também dos agricultores familiares visando a geração de renda e qualidade de vida. O secretário se colocou à disposição da Central Mata Atlântica e das entidades parceiras do município.

De acordo com a participação e avaliação dos agricultores presentes, o evento foi muito positivo, pois conseguiram entender melhor a importância do cultivo do guaraná e do processo de organização das cooperativas. Além de compreenderem que o foco da central será organização da base, e das cadeias produtivas com foco para controle social, comercialização, tecnologia, inclusão de jovens e mulheres e desenvolvimento sustentável do Território Baixo Sul.